Terça-feira, 3 de Novembro de 2015

18.1.2006

O meu Batman é o de Neal Adams. Verdadeiramente soturno, lúgubre, máscara que enche de terror os bandidos, os assassinos, os maus. A personagem é um achado desde Bob Kane, o seu criador; mas penso que foi com Adams que ela se transcendeu, passando do mero boneco, do (in)vulgar super(?)-herói para a figura trágica que oscila entre a justiça e a vingança, em nome dos pais chacinados à sua frente, no acto gratuito de matar para roubar.

publicado por RAA às 13:58
link do post | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 61 seguidores

.tags

. todas as tags

.pesquisar

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.arquivos

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

blogs SAPO

.subscrever feeds