Segunda-feira, 23 de Janeiro de 2017

20.1.2007

Fiama Hasse Pais Brandão. Acabo de ler no Insónia que morreu a Fiama Hasse Pais Brandão. Morreu, portanto, um dos maiores poetas da segunda metade do século XX. Não assinalei o falecimento do Cesariny, embora devesse tê-lo feito -- mais que não fosse por tê-lo aqui, esplendoroso, na «Antologia Improvável» --, porque o coro dos lamentos era já ensurdecedor. Suspeito que com Fiama tudo se passará com mais discrição. Para além da sua poesia apreciei também essa seriedade. Uma seriedade partilhada com as duas grandes vozes poéticas vivas ainda entre nós, esperemos que por longos anos: Alberto de Lacerda e Herberto Helder.

publicado por RAA às 21:56
link do post | favorito

.mais sobre mim

.tags

. todas as tags

.pesquisar

.Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
24
25
26
28
29
30
31

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

blogs SAPO

.subscrever feeds